domingo, 24 de maio de 2009

Amor? Paixão? Gostar? WTF?

Então, durante uma conversa no MSN com um amigo meu, discutindo sobre o amor.. Ele defendendo o amor, e eu questionando o amor, me empolguei pra postar aqui meus inúteis (ou não) pensamentos.

Como eu disse na minha conversa com ele, nossa, eu fico apavorada como as pessoas ultimamente dizem "eu te amo", da boca pra fora, pra alguém que mal conhecem, às vezes alguém que nem conhecem (chamado 'amor de orkut')... E isso me faz parar pra pensar que POXA, afinal o amor é tão comum assim? O amor não é um sentimento nobre, duradouro, lindo e etc? Então por que certas pessoas usam com o primeiro que vêem pela frente? Eles não sabem amar? Ou cada um ama do seu jeito? WTF??????? É certo, é errado?

Bom.. Depois de muitas situações que eu tive de amores passados, onde eu dizia esse tal de "te amo", percebo que isso é pura coisa da nossa cabeça. É algo que aprendemos desde pequenos de "eu te amo, pai" até o novo namorado "eu te amo amor". Até por que, onde está escrito o que é amor? Quem tem poder suficiente para definir o amor? Classificar-lo? Ninguém! O amor é apenas uma palavra, e isso é o que as pessoas não entendem. É muito mais importante o sentimento que tu sentes, do que tu dizer que amas alguém. Por que? Por que o amor não tem descrição. Podemos demonstrar como nos sentimos em relação a alguém com "eu gosto muito, muito de você" e tantas outras opções.. Mas por que sempre necessariamente o amor? Onde tá escrito que aquilo que você está sentindo é amor? Eu hein!! Claro que cada um 'ama', gosta, quer, do seu jeito. Cada um vê o mundo da sua forma, e a mesma coisa o amor, cada um encara de uma forma. Mas daí é o problema, quando tu supostamente amas alguém a tua maneira, digamos ela que seja um forma intensa, que tu necessites daquela pessoa, que tu sintas ela no teu sangue, que respires ela, algo bem meloso.. E a outra pessoa que te responde o mesmo "eu te amo" que tu dizes.. apenas te diga "eu te amo" por dizer, pra bonito ou sabe-se lá que merda passa na cabeça desse individuo, pois na verdade o sentimento dessa pessoa, que fala por falar, é algo muito mais simples, é apenas um carinho por a outra que supostamente ama.. é um gostar de estar, mas não necessitar estar. E então, quando o relacionamento destas pessoas termina, a que amava intensamente vai sofrer, e se martirizar, pegar nojo do amor, e pensar que ele é inexistente, e tudo isso por que alguém que ela gostou muito (amou, no sentido da palavra) disse para ela que a amava, quando na verdade a adorava (no sentido da palavra), quando agiu de forma destruidora sem ligar para o que a pessoa iria sofrer sem estar com ela. Ok, isso é muito complexo. Até eu me confundi agora.. KK. Mas resumindo o que eu realmente penso, acho que tudo isso é um estado de espírito, sério Oo Não tem essa de amar, não amar.. Tudo depende do teu momento, da pessoa, etc. Todo mundo aprende a 'amar' algum dia, ou pelo menos tenta. O que me indigna é a trouxa que vai servir de aprendizado pra algum "panaca", aquela trouxa sim, vai sofrer.. E o panaca? O panaca vai dizer que foi apenas uma louca paixão, e quando depois de ter pisado em muitas trouxas, e ter dito muitos "eu te amo -passado algum tempo..- não, eu não te amo, foi uma ilusão" vai dizer "agora sim estou amando" 30x. Mas dai eu me pergunto, como assim "agora sim estou amando"? Comparado a que dizes isso se a tua última namorada, e todas outras, dissestes "EU TE AMO" KKK Haja paciênciaa... e idiotas!! SHOEIUH Por isso eu digo.. O amor é uma flor roxa que nasce no coração dos 'troxas' :) KK

Inédito: Uma foto do amor. OISHEIH

3 comentários:

╬ Nothing has sense ╬ Felipesfr disse...

ahahaahaha

nossa.. bem revolucionário seu post, gosto de coisas assim... sinceras.

É mais fácil estar convivendo com alguém que realmente expõe sua visão do que alguém que vive nessa mediocridade hipócrita de nossa sociedade. enfim... elogios a parte.. ehehheh

amor, paixão, gostar... nossa, se eu colocar, ou melhor, tentar definir essa palavras pela filosofia, nós vamos longe aqui.. heheeh...
pelo menos, temos as definições "básicas" do que seria uma paixão e um amor... paixão é aquela coisa intensa e passageira, o amor já é aquela coisa mais pé no chão...
enfim... tem uma frase que gosto muito que diz:

"Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las. Voltaire"

a gente pode pensar pelo simples fato...
se é real aquilo que experimentamos?

se for real somente aquilo que experimentamos então todo o resto é uma mentira e se todo resto é uma mentira isso significa que não existe verdade, se não existe verdade todos estão fadados a viver uma mentira..independentemente da posição, contra ou a favor..hahahaah..

e digo isso na questão do amor, quem já não idealizou a pessoa perfeita? bom, posso concordar contigo.. NÃO EXISTE A PESSOA PERFEITA.
mas, o amor, ele está ai... não vamos nós desperta-lo.. ele acorda sozinho.
nenhuma experiência, boa ou ruim é capaz de afirmar que algo existe ou não... pois se algo existe... esse "algo" está na existência quer sintamos ou não...

ou seja, afirmo que o amor existe.. minha posição..
aprendemos a amar, é verdade... cometemos erros? MUITOSSS... mas, isso não significa que o amor não exista... claro que tem as idealizações que o cinema faz do amor...
contudo.. só temos que ter o cuidado para reparar em algo... será que estou decepcionando com o amor pois "meu ideal" de amor foi frustrado ou porque realmente amor não existe?

se tem algo necessário para amar é maturidade... diria que a maturidade já vem com o amor... basta-nos somente nos aperfeiçoar nele.

WALL disse...

um comentário aleatório, porém útil: quem lê demais sobre o amor e adquire muitos conceitos acerca do mesmo, acaba por não amar ninguém. O fulano fica preocupado demais em classificar o sentimento, o relacionamento e as sensações que acaba por se afastar, julgando não ser amor ao seu modo. Eu, particularmente, tenho dificuldades em dizer 'eu te amo' para as pessoas, pois quero acreditar no amor, e se eu 'desvalorizar a palavra', vai ser difícil eu separar as coisas depois. E também porque eu não sou mela-cueca. Mas como machões também dizem 'eu te amo'... magristelinha, te amo tá? ;}
HAHOIUHAIHEIAHHIOUAHEUIAEHA

By Wall
nossa, eu que escrevi tudo isso mesmo? *______*'

Renan C. Ferreira disse...

eheheh Um post, no mínimo, feminista. heheheh Gosto da tua argumentação.

E é engraçado a quantidade de diferentes caminhos para os quais a simples discussão sobre a interpretação de "amor" pode nos levar.

Eu, como linguista e pensador por esporte (hahaha), acho que nenhum sentimento pode ser completamente exprimido por palavras... e assim a palavra 'amor' é algo insuficiente para representar tudo o que (diabos) isso possa ser. :D

Amor se sente, não se diz. Quem sente, sabe que é amor. Quem dá, sabe que é amor. Nada precisa ser dito. Ou precisa! Com a intenção do carinho, sim. Mas jamais com a intenção de definir o sentimento. Isso sim: é IMPOSSÍVEL.

E a propósito, sabes o que sinto por ti, e nem vou me atrever a tentar usar uma palavra.

Bjoo!!!!

 
Header Image by Colorpiano Illustration