segunda-feira, 15 de junho de 2009

Que preguiça de postar aqui, meldels! Haha. Fuçando minhas coisas aqui no pc, encontrei um texto que fiz há um tempinho já: 11 de dezembro de 2008, pelo que diz nas propriedades. Bom gostei até, mas é meio rebelde.. Hm.. Sem mais, vou mostrar aqui:


Me pedem para entender, que tudo tem seu fim, que a vida é mesmo assim, que de nada vai adiantar se lamentar... Mas como? Como vou entender isso? Como vou me acostumar com o fato de amar alguém e esse alguém me apunhalar as costas, me partir o coração. Não entendo. O amor era para ser algo bonito, algo mágico, para ser vivido... Não uma doença, ou um jogo, em que ganha aquele que sofre menos, e supera mais rápido. Isso está errado! O ser humano cada vez se torna mais animal, estamos retrocedendo a cada instante... É necessário amar o próximo, é necessário saber perdoar, é necessário ter respeito com os sentimentos de todos, sem nenhuma exceção, mas há pessoas que continuam a não entender isso, e continuam a retroceder cada vez mais. Conhecimento não é sabedoria, meu querido(a). Não adianta passar por coisas ruins na vida, e não tirar proveito de nada, e não aprender nada para sua vida. Onde é que o mundo vai parar? Onde é que está o amor? Só vejo mágoa, rancor... ódio nas pessoas. Pessoas se ferindo umas as outras, quando todos nós somos irmãos, da mesma raça, do mesmo nível, por que não agimos como tal? Cada um ajudando um ao outro, e não se matando uns aos outros. Só queria uma vez na vida, encontrar alguém, que não me magoasse... O amor é tão bom, por que ninguém consegue sentir isso? Por ódio, somos capazes de matar, mas por amor, somos capazes de morrer. Havia uma núvem em meus olhos e coração, que me impedia de ver o quão idiota eu era, em acreditar que o amor é pra sempre, em que eu havia encontrado o amor da minha vida. Em que realmente existia aquela pessoa "perfeita". Mas agora posso ver, como tudo não passava de ilusão, como as pessoas se quer tem compaixão umas com as outras.. Mas tudo bem, quem sabe um dia, eu consiga ser hipócrita como muitos por aí, e saber jogar esse joguinho chamado "amor". Por enquanto, vou seguindo minha vida, pensando desse meu jeito, mas que sei que é o certo, e no final, na hora de ser julgada, sei que terei um bom julgamento por poder pensar assim.

1 comentários:

Lê, disse...

seu blog é lindo e eu gostei :B

 
Header Image by Colorpiano Illustration